Blog

Bebê crescendo: prepare-se para as transformações dos 5 anos

A cada aniversário, um ciclo inédito se apresenta às crianças e suas famílias. As necessidades mudam, assim como a experimentação de sentimentos, comportamentos e entendimento de mundo. Aos cinco anos, é hora de começar a se despedir das “coisas de bebê” e dar boas vindas a algumas responsabilidades e interações cheias de personalidade. Mas a visão mais consciente do que está ao seu redor vem acompanhada das muitas fantasias e expectativas do imaginário da criança, tornando essencial por parte dos pais, redobrar a atenção ao que e como se diz.

- Aprendizado escolar

Ainda na Educação Infantil, a criança com cinco anos passa a ter um contato maior com letras e palavras, já que está entrando na fase de alfabetização. Além do novo vocabulário e do grande interesse por contar histórias, ela passa a dar mais importância às amizades, separando-se dos pais com mais facilidade e passando a frequentar a casa dos amigos para brincar, celebrar aniversários ou passar a noite. Nada de sofrer! Isso significa que ela está crescendo e precisa do seu encorajamento para continuar se desenvolvendo.

- Primeiros sinais de independência

Nessa idade a criança começa a mostrar seus primeiros sinais de independência. Coisas como tomar banho e escovar os dentes sem ajuda, escolher as roupas, decidir do que brincar. Por mais assustador que isso possa parecer para os pais, é preciso incentivar e respeitar o “jeitinho” com que a criança fará algumas coisas. Ótimo momento para, inclusive, começar a dar responsabilidades como arrumar a cama, dobrar algumas roupas e regar as plantas.

- Certo e errado

Mesmo que a fase dos “porquês” seja por volta dos três e quatro anos, aos cinco a criança começa a compreender o contexto de alguns discursos e distinguir certo e errado, por isso é natural que surjam novas curiosidades. Aproveite para transmitir valores como o respeito às diferenças e o cuidado com o meio ambiente. A primeira infância – considerada durante os primeiros seis anos – é essencial para a formação da personalidade, caráter e modo de agir do indivíduo.

- Xixi na cama

A partir dos cinco anos, é esperado que a criança não tenha mais episódios de xixi na cama, já que o desenvolvimento do mecanismo urinário está completo. Entretanto, se os episódios continuam a acontecer com frequência – mais de duas vezes por semana – mesmo sem razão aparente, vale a investigação. Observe hábitos como ingestão de bebidas antes de dormir e converse com o pediatra para descartar a enurese noturna, um transtorno que atinge cerca de 10% das crianças após os cinco anos por motivações hereditárias, fisiológicas e emocionais. Evite culpar, punir, repreender ou debochar da criança. Enurese noturna tem tratamento e não se relaciona a birras ou estratégia para chamar atenção.

Compartilhe nas redes sociais e marque a família que está passando – ou ainda vai passar – por essa fase tão especial.